segunda-feira, 20 de março de 2017

Regulamentação específica para sistema de ancoragem.

Ancoragem Predial e Industrial.

Em 2017 não deixe a sua obra fora das normativas, entre em contato com a ASAserv.

Skype:asa.serv

Regulamentação agora tem anexo específico para sistema de ancoragem agora mais ampla e aprimorada, harmonizada com as normas técnicas nacionais e internacionais, a nr 35 (trabalho em altura), criada em março de 2012, teve revisão publicada no diário oficial da união no dia 22 de setembro deste ano.

A portaria nº 1.113 do ministério do trabalho incluiu na norma o anexo 2 - sistema de ancoragem - e alterou o item 35.5, que deixou de se chamar equipamentos de proteção individual, acessórios e sistemas de ancoragem e atualmente leva o título de sistemas de proteção contra quedas. "havia alguns conceitos que precisavam ser melhorados e foram", justifica o coordenador e representante da bancada de governo da comissão nacional tripartite temática da NR, o auditor fiscal e engenheiro de segurança do trabalho Luiz Carlos Lumbreras.
Ele relata que a CNTT acompanhou de perto os trabalhos da comissão de estudo de equipamento auxiliar para trabalho em altura (CE-32:004.04) do comitê brasileiro de equipamentos de proteção individual (ABNT/cb-32) que resultaram na publicação, em dezembro de 2014, das NBRS 16325-1 e 16325-2, regulando os dispositivos de ancoragem tipos a, b e d e tipo c respectivamente. "a publicação dessas normas como referencial técnico nos levou a decidir pela elaboração de um anexo para sistemas de ancoragem que albergasse também os demais sistemas, como a ancoragem diretamente na estrutura ou a ancoragem estrutural", complementa.

Conforme Lumbreras, também se verificou a necessidade de revisar o item 35.5 para evitar que o anexo ficasse incompatível com determinados tópicos do corpo da norma.

Fonte: revista proteção
Publicado em 20/01/2017

Nenhum comentário: